DICA RDP Sinalização no Transporte de Cargas
Atualizada em: 04/06/2019 12:51

Todo motorista de caminhão sabe da importância da sinalização correte de seu veículo, e essas sinalizações são obrigatórias no transporte de cargas, principalmente quando estamos falando do transporte de produtos perigosos, o que sempre requer um cuidado ainda maior. A instituição responsável pela padronização dessa sinalização é a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A Norma ABNT NBR 7500 apresenta algumas indicações de posicionamento e padronização obrigatória, sendo especificado o seguinte:

 

"Serão aceitos no transporte terrestre de produtos perigosos equipamentos de transporte com origem ou destino aos portos ou aeroportos que portem a sinalização visivelmente afixada nas duas laterais e nas duas extremidades do veículo, atendendo ao estabelecido pela Organização Marítima Internacional (IMO) e pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), desde que o veículo porte na frente o painel de segurança e demais símbolos aplicáveis conforme o estabelecido no Regulamento."

Sendo assim, separamos os principais itens que são obrigatórios para a sinalização do seu veículo.

 

RÓTULO DE RISCO

 

Os rótulos de risco são os elementos utilizados nos veículos de transporte, informando que a carga é composta de produtos perigosos e podem apresentar riscos. Eles devem ser posicionados de maneira com que o fundo contraste com as informações especificadas. Esses rótulos são no formato de losango e possuem arestas de 30 centímetros, apresentando o tipo de perigo do produto, além da descrição da mercadoria, e o número que representa sua classe de risco. A cor da placa também define qual a classe da carga. São elas:

 

Classe 1: Produtos explosivos;
Classe 2: Gases;
Classe 3: Líquidos inflamáveis;
Classe 4: Sólidos inflamáveis;
Classe 5: Substância oxidantes e peróxidos orgânicos;
Classe 6: Substâncias tóxicas e substâncias infectantes;
Classe 7: Materiais radioativos;
Classe 8: Substâncias corrosivas;
Classe 9: Substâncias e artigos perigosos diversos.

 

PAINEL DE SEGURANÇA

 

Os painéis de segurança devem ser no formato retangular, na cor laranja com as informações em preto, devem medir 40 centímetros de largura por 30 centímetros de

altura.

Os painéis devem possuir o número de risco e o número da ONU, sendo:

 

Número de Risco: Identifica a categoria e a intensidade do risco oferecido pela carga, sendo formada por dois ou três algarismo. O teor do risco é registrado da esquerda para a direita.

Algumas informações devem ser levadas em consideração:


-O número 9 representa o risco de violenta reação espontânea, sendo incluso a probabilidade de explosão, desintegração ou reação de polimerização, seguido de desprendimento de calor ou gases inflamáveis/tóxicos.
-Se o número de risco for precedido da letra X, não se deve utilizar água no processo de contenção;
-Quando houver a repetição do número, significa o aumento na intensidade do risco representado;
-A ordem dos algarismos é de acordo com o nível de perigo, ou seja, o primeiro é o principal.

 

Número ONU: É uma identificação composta por quatro algarismos, que reconhecem a mercadoria transportada de acordo com a tabela internacional de classificação de produtos perigosos.

 

 

POSICIONAMENTO DA SINALIZAÇÃO NO TRANSPORTE DE CARGAS

 

Os painéis e rótulos devem ser posicionadas no caminhão da seguinte forma:

-Lateral: Próximo à traseira, e de maneira centralizada verticalmente;
-Dianteira: Apenas o painel é necessário, sendo posicionado na parte inferior, próximo à faixa da sinalização;
-Traseira: É obrigatório a exposição do painel e do rótulo.

 

A sinalização correta do veículo é fundamental para garantir a segurança nas estradas, tanto do condutor quanto dos demais motoristas.