DICAS RDP Quais os perigos do excesso de carga para o caminhão
Atualizada em: 16/10/2018 10:53

Quais os perigos do excesso de carga para o caminhão

 

Trabalhar com transporte rodoviário não é fácil e dentre todas as dificuldades, os baixos custos de frete tornam a vida do caminhoneiro mais difícil e em alguns casos, o motorista acaba desrespeitando a capacidade do veículo, visando aumentar seu lucro. Porém, o excesso de carga traz enormes riscos para a integridade do caminhão, além dos riscos de acidentes.

Dentro de todos os riscos de trafegar com excesso de carga, separamos algumas situações perigosas que o excesso de peso pode causar:

• O Excesso de carga resulta em infração de trânsito, sendo prevista no artigo 231 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), a fiscalização é feita por equipamento de pesagem, ou no caso de não haver, pela análise das notas fiscais;

• Pode provocar danos mecânicos no caminhão, pois todo veículo é projetado para suportar uma quantidade máxima de peso, ao trafegar com carregamento além do estabelecido, o caminhoneiro exige um esforço maior do caminhão, comprometendo sua estrutura, como a suspensão e pneus, além de superaquecer os freios ao serem acionados;

• Trafegar com o carregamento mais pesado do que o permitido contribui para a degradação mais rápida das rodovias, podendo aumentar os buracos, rachaduras e desníveis, onde, em consequência, prejudicam os pneus e outros componentes do veículo do próprio condutor;

• Caminhão mais pesado tem como consequência a diminuição da velocidade do veículo, além disso, o tempo de resposta também é menor, como no caso de uma frenagem de emergência, por exemplo;

• Se o alto custo dos fretes são uma das justificativas para trafegar com excesso de peso, em contrapartida, causa maior gasto de combustível, pois o veículo precisa manter uma maior rotação para movimentar o peso demasiado, além dos trechos de subida, em que o esforço é ainda maior;

• O excesso de peso pode causar um maior risco de acidentes, pela dificuldade da ação dos freios, possibilidade maior de quebras mecânicas com o veículo em movimento e até mesmo o risco de tombamento do veículo, pois a sobrecarga, principalmente em curvas, podem provocar um desequilíbrio do caminhão.